Superando seus próprios limites

0

Nosso amigo e motociclista desde os 12 anos, Mateus Erthal, gaúcho da cidade de Roca Sales, sofreu um acidente aos 19 anos de idade: um motorista bêbado e sem CNH vindo na direção contrária, colidiu com ele. Isso causou a perda da parte inferior da perna esquerda, o obrigando a usar uma prótese para se locomover.

Muitas pessoas teriam desistido do sonho de continuar pilotando uma motocicleta, mas, ao contrário da maioria, o que Mateus fez foi adaptar a motocicleta à sua nova realidade. E hoje vai mais longe – e em lugares de difícil acesso – do que a muitos motociclistas sem nenhuma limitação física.

Mais um exemplo de que a garra e a força de vontade de uma pessoa podem superar qualquer limitação.

Abaixo vocês podem assistir a um vídeo e, explicando como faz para superar seus limites e dando um exemplo de motivação para que outros também superem suas limitações. Muito bom.

mateus-erthal

Leia agora as palavras dele:

“Fiz esse vídeo devido a várias pessoas em situação semelhante a minha terem diversas dúvidas sobre como faço para pilotar usando prótese, ou mesmo para os que têm curiosidade.

O vídeo mostra também como uso a prótese para apoiar totalmente a moto na hora de parar, embora geralmente use mais a perna direita para paradas rápidas (semáforos, etc.). Ressalto que fui melhorando conforme me adaptava a prótese, mas não é nada muito difícil e exige muito cuidado no começo e confiança na prótese.

Quanto às adaptações, são simples e totalmente mecânicas, mas cada tipo de moto precisa de um modelo específico de acordo com suas medidas e formas. Já existem também sistemas de adaptação para trocas de marchas acionados por um simples botão. Talvez eu prefira o sistema mecânico por ele apenas se diferenciar do câmbio normal pelo lado em que é acionado.

O freio traseiro é acionado normalmente com o pé direito, assim como o pedal de câmbio original pode ser mantido no lado esquerdo. O fato de não frear a roda traseira ao mesmo tempo em que se reduz uma marcha não interfere na segurança da pilotagem uma vez que, em paradas bruscas, deve-se priorizar a frenagem ou reduzir e frear simultaneamente. Nessas situações uso o freio dianteiro que deve ser sempre o mais exigido em qualquer caso.”

Assista o vídeo:

Quer saber mais sobre o Mateus? Acesse seu perfil no Facebook ou clique para ler um artigo escrito sobre ele AQUI.

 

Comentários

Comentários

Post your comment