Rebels Moto clube : Documentário!

O Rebels Motorcycle Club é um clube de motociclistas fora da lei na Austrália, com cerca de 70 facções e 2.000 membros a nível nacional tornando-se o maior clube daquele país. Foi fundado por Clint Jacks em Brisbane, Queensland em 1969 e era originalmente chamado de “Confederates” (confederados). Sua insígnia é uma bandeira confederada com uma caveira usando um quepe militar confederado e a inscrição 1% no centro. O governo australiano e as forças da lei locais consideram os membros do “Rebels” uma organização criminosa, mas o clube afirma ser apenas um grupo de entusiastas da motocicleta, em vez de gângster. O Presidente Nacional é atualmente o ex-pugilista Alex Vella.

Sua atuação é em forma de uma organização sem fins lucrativos que promove a divulgação de passeios de motocicletas Harley-Davidson e determina que os membros devam possuir uma moto dessa marca. As drogas são “mal vistas” dentro do clube e consideradas “algo que você e seu clube podem ficar sem”, sendo ainda o uso de heroína e metanfetaminas considerado tabu. Membros só são autorizados a entrar para o clube uma única vez e não podem se juntar a outro moto clube. Eles afirmam ser “o maior motoclube das Big Twin Harley-Davidson no mundo”.

Em novembro de 2000, a polícia invadiu as sedes do Rebels em Nova Gales do Sul, Queensland e na Austrália Ocidental e apreendeu drogas, armas de fogo e até mesmo um crocodilo. Um número de pessoas foram presas por acusações relacionadas com os itens apreendidos.

Dois associados rebeldes foram presos pelo assassinato de Ross Brand membro do motoclube Bandidos. Brand foi morto a tiros do lado de fora do clube Bandidos em Breakwater, Victoria em 22 de outubro de 2008.

Uma série de ataques por toda a Austrália terminou com 27 membros dos Rebels presos e uma série de acusações, em 23 de abril de 2009. Drogas, incluindo metanfetaminas, heroína e cocaína, foram apreendidos, bem como armas de fogo, dinheiro, bens roubados e veículos roubados.

Em 18 de maio de 2009, Michael Paul Falzon foi condenado a 10 anos de prisão por tráfico de uma droga perigosa. Ele produziu metanfetamina (Speed) em Mackay, Rockhampton e Dalby e usava os membros do Rebels 0para transportar e vender a droga ao longo de Queensland e South Australia. O esquema das drogas era operado desde 1999 até 2003 e fez pelo menos U$ 1,5 milhões.

Em 14 de abril de 2012, Anthony “Galo” Perish (membro do Gypsy Joker Moto Clube), seu irmão André (membro do Rebels Motorcycle Club) e Matthew Lawton foram condenados a 18, 09 e 15 anos de prisão, respectivamente, pelo homicídio de um traficante de drogas de Sydney, Terry Falconer, bem como por porte de armas de fogo e outros crimes relacionados ao tráfico de drogas.

Autor: Equipe Tô Na Estrada
Fonte: http://en.wikipedia.org/wiki/Rebels_Motorcycle_Club

Abaixo você pode assistir um documentário sobre esse moto clube (dividido em parte 01 e 02). Divirta-se!

Comentários

Comentários

2016-10-15T02:48:02+00:00 Filmes & Documentários|