Empresa lança oficina compartilhada

Quem gosta de mecânica, mas não tem espaço nem as ferramentas para isso, em breve vai querer comprar uma moto. Não porque ela ocupa menos espaço. Nem porque o síndico não vai multar se a poça de óleo for menor, mas sim porque elas ganharam um espaço graxeiro. A princípio, apenas em São Paulo, mas provavelmente em outros Estados dentro de algum tempo. Culpe a Rockers Self-Garage pela novidade. A empresa abrirá suas portas no dia 16 de fevereiro na capital com um conceito inovador: a oficina compartilhada.

A ideia partiu da esposa de Alexandre Zanon, 51, produtor de eventos e agora empresário, em meados de 2016. “Certo dia, para trocar o filtro de ar de minha moto na garagem do condomínio, precisei fazer coreografia não com as ferramentas, mas sim diante do sensor de presença da garagem”, diz Zanon. Quem já sofreu igual a ele sabe bem como a coisa funciona. Esse dispositivo acende as luzes do ambiente só quando alguém está em movimento. Depois de acionadas, elas continuam ligadas por um período bem limitado de tempo. a garagem do prédio claramente não era o ideal para o serviço. “Em casa, comentei a aventura com minha mulher, que estava procurando um escritório compartilhado para outra empreitada nossa. Aí ela me disse: ‘Esse conceito de compartilhamento é muito bacana. Por que não montar uma oficina de motos compartilhada?’ Gostamos da ideia e começamos a estudar sua viabilidade”, completou o empresário ao Motor1.com.

A ideia ficou no ar por apenas uma semana. Enquanto faziam o estudo, Zanon foi demitido de onde trabalhava. Seu filho, que era sócio em uma empresa de tecnologia, também ficou livre na mesma época. E os três fizeram uma nova sociedade, desta vez para criar a Rockers Self-Garage. “Não achamos nada parecido no Brasil. Vimos algumas poucas referências na Europa, principalmente na manutenção de carros na França e nos Estados Unidos.”

A Rockers funciona em um espaço de 840 m² no bairro da Saúde. Deste total, 300 m² são voltados às oficinas. Os clientes podem alugar um dos 12 boxes disponíveis para consertar ou customizar suas motos. Há também 3 boxes para lavagem das motos. O dono da moto pode contratar a lavagem ou lavar ele mesmo sua máquina. Também há espaço para estacionamento. “As oficinas poderão ser alugadas por hora, por valores entre R$ 20 e R$ 25, ou em pacotes de 10, 25, 50 ou 100 horas, com descontos, respectivamente, de 5%, 10%, 15% e 20%. Se tiver vaga, é só assinar o termo de responsabilidade e encostar a moto, mas é certamente melhor reservar o horário com antecedência. Essas horas poderão ser usadas também nos boxes dedicados a lavar motos. Eles têm elevadores, ar comprimido, insumos etc.”, diz o empresário.

O restante da estrutura é dividida com um bar, para a turma petiscar entre uma troca de vela e a instalação de um tanque. “O horário de funcionamento da oficina é de quarta a sábado, das 9h às 21h. O bar e nossa cozinha ficarão abertos a partir das 14h30 até as 23h. No domingo, funcionaremos das 10h às 19h com a oficina e o bar”, diz Zanon.

A Rockers também terá workshops de manutenção de motos. “Eles serão sobre assuntos variados, ministrados por profissionais das áreas, sendo que alguns vão habilitar os nossos clientes a usar equipamentos específicos, com a desmontadora de pneus, soldas etc.”

Se a ideia for bem sucedida, Zanon pretende expandi-la para outros lugares. “A ideia é formar uma rede para levarmos este conceito para outros Estados, estabelecendo também uma rede integrada de atendimento e apoio durante viagens para nossos clientes.” Curioso sobre a ideia ou apenas muito longe de São Paulo para conferir a novidade? Espie o site da empresa, nossa galeria de fotos, compre a moto e faça figa para abrir uma unidade mais próxima de seu sensor de presença…

Autor:Gustavo Henrique Ruffo
Fonte: carplace.uol.com.br
Fotos: rockersmoto.com.br

Comentários

Comentários

2017-02-23T23:41:21+00:00 Artigos, Dicas Legais|