18 °C São Paulo, BR
5 de junho de 2020

A Ruta Nacional 40 – um tesouro aos pés dos Andes

A Ruta Nacional 40 é uma rodovia argentina emblemática para nós, motociclistas viajantes. Todo aventureiro que tenha visitado os Andes, provavelmente passou por um trecho dela. Conheça um pouco mais sobre ela na descrição abaixo, feita pelo site Wikipedia.org.

“A Ruta Nacional 40 é uma rodovia argentina que percorre o país de sul a norte desde a província de Santa Cruz até a divisa com a Bolívia, tornando-se desta forma a mais extensa rodovia da Argentina.

A rodovia corre paralela à Cordilheira dos Andes, incluindo trechos próximos ou em Parques Nacionais. Percorre várias das regiões turísticas e dos atrativos mais importantes do território argentino.

A Ruta Nacional 40 percorre 5224 km: começando ao nível do mar, atravessa 20 parques nacionais, 18 importantes rios, conecta 27 passos de montanha na cordilheira e sobe aos 4895 metros de altitude no passo de montanha denominado Abra del Acay, na província de Salta.

Foto: Felipe Ribeiro

Abra del Acay (5061 m) em Salta.

Como a legendária U.S. Route 66 dos Estados Unidos, a Ruta Nacional 40 é um emblema da Argentina. Esta rodovia cruza 11 províncias: Santa Cruz, Chubut, Rio Negro, Neuquén, Mendoza, San Juan, La Rioja, Catamarca, Tucumán, Salta e Jujuy.

Através desta rodovia pode-se chegar a El Calafate, próximo do Glaciar Perito Moreno, Lago Puelo, El Bolsón, Bariloche, Chos Malal, a Rodovia do Vinho nas províncias de Mendoza e San Juan, sítios de fósseis de dinossauros na Província de San Juan, águas termais em Catamarca, as Ruinas de Quilmes, os Vales Calchaquíes e a Puna.

Nesta rodovia foram realizadas algumas obras de pavimentação desde que no ano de 2004 este percurso foi impulsado pela Secretaria de Turismo como produto turístico nacional, o que permitiu assegurar mais fundos para a construção desta rodovia. Em 2006 a Ruta Nacional 40 estava pavimentada em aproximadamente 48%. Neuquén e Río Negro são as únicas províncias onde a rodovia está totalmente pavimentada, ao passo que em Salta e Jujuy há poucos trechos com pavimento.

Desde que a rodovia começou a ser construída em 1935 sofreu várias modificações no seu percurso. Em 24 de novembro de 2004 a Dirección Nacional de Vialidad publicou a Resolução 1.748/04, que alterou os marcos quilométricos para que o km zero ficasse no extremo sul do percurso, em Cabo Vírgenes. Como não existe o trecho construído entre Cabo Vírgenes e Punta Loyola, final do antigo traçado, a rodovia começa no km 100. Até esta data a rodovia estava dividida em Ruta 40 Sul e Ruta 40 Norte, estando originalmente o quilômetro zero na interseção da Avenida San Martín e a Rua Garibaldi na cidade de Mendoza.

Em 20 de maio de 2005 a Dirección Nacional de Vialidad firmou um convênio com a província de Jujuy, pelo qual se transferem trechos das rodovias provinciais 85, 70, 74, 7, 64, 65 e 5 à Nação para construir o chamado “corredor minero”, que é o novo traçado da Ruta Nacional 40, mais a oeste da província. Desta maneira se alterou a denominação do caminho entre San Antonio de los Cobres e Abra Pampa para Ruta Nacional 1V40.”

Descubra algumas atrações na Ruta 40

Ok, agora você já sabe o que é a “Ruta Nacional 40” em termos de importância para os mototuristas brasileiros e sul americanos. Então descubra no mapa abaixo, alguns dos pontos de interesse nela, pega a motoca e vai pra estrada. Vale muito a pena!

Imagem: destinosdeamerica.com

Veja algumas fotos feitas pelo nosso colaborador Felipe Ribeiro em suas diversas viagens cruzando a Ruta 40.